Secretário de Transportes confirma que 60 metroviários serão demitidos por justa causa

goc-blog-metroviarios-demitidos

O secretário estadual dos Transportes Metropolitanos de São Paulo, Jurandir Fernandes, confirmou que ao menos 60 pessoas serão demitidas nesta segunda-feira (9). Fernandes relatou que 42 pedidos de demissão por justa causa já foram oficializados nesta manhã e que os outros 18 devem ser feitos no decorrer do dia.

Segundo Fernandes, a ação se trata de cumprimento de determinação do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) que decretou, no último fim de semana, a greve como ilegal.

— É dever e obrigação nossa como gestores públicos, nossa de governo. Nós estamos cumprindo determinação do TRT, dado que a greve foi considerada ilegal.

Os primeiros demitidos são funcionários que impediram que outros trabalhadores exercessem as atividades, cometeram atos de vandalismo e utilizaram o sistema de som do Metrô de forma inadequada, de acordo com informações do secretário.

Nesta tarde, ainda de acordo com Fernandes, uma outra lista de metroviários que aderiram à greve será avaliada e nova notificações de demissões por justa causa deverão ser emitidas.

— Estava programado que 1.534 entrariam de greve nesta segunda [após a greve ser determinada como ilegal]. Até às 7h30, tinham entrado 295, portanto, 19,2%.

Fonte  – R7

Write a Reply or Comment