Dia Internacional da Mulher – Os direitos

Muitas pessoas nem imaginam a história do Dia Internacional da Mulher e o quanto o mesmo tem relação direta com os direitos trabalhistas.

Um pouco de história…

Em 8 de março de 1857, operárias de uma tecelagem, de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.

A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano.

Foi no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, que ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).

Aqui no Brasil, a legislação possui sua parcela zeladora para o sexo feminino: Lei Maria da Penha, Legislação Nacional Referente às mulheres, Convenções Internacionais e Decretos de Lei, que visam o amparo justo e legal para as brasileiras.

Feliz Dia Internacional da Mulher!

Fonte: Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres

Write a Reply or Comment